Qual a diferença entre DJ e Produtor de Música eletrônica?

Uma pesquisa realizada recentemente com a comunidade da Academia do DJ no Youtube, mostrou que muitas pessoas (33% da comunidade de DJs/Produtores) acham que não há diferença entre DJ e Produtor de Música eletrônica, porém, saiba que eles exercem funções distintas. Por grande parte das vezes eles fazerem as duas coisas, as pessoas acabam confundindo as duas profissões.

As atividades que os dois exercem são próximas e estão na mesma área: a música, mas possuem particularidades técnicas diferentes.

Sabe aquele som que você escuta com arranjos e instrumentais pesados? Os DJs e produtores podem ter sido responsáveis por eles, mas cada um em um determinado momento diferente.

Vamos entender um pouco mais sobre a diferença entre DJ e Produtor de Música eletrônica.

Diferença entre DJ e Produtor de Música eletrônica

A grande maioria das ferramentas, conceitos, técnicas e habilidades mentais, físicas e sensoriais utilizadas nas atividades são completamente diferentes. Mas como assim? Calma lá, vamos falar um pouco mais detalhadamente sobre cada um deles.

  • Produtor

É o produtor quem cria a música e coordena todos os elementos e os aspectos da pré-produção. Ou seja, ele tem a função de dar auxilio na entonação do músico, nos arranjos vocais, na impostação da voz e muitos outros.

É especialidade do produtor produzir remix e beats, criar e moldar elementos e depois posiciona-los adequadamente com técnica, habilidade e criatividade para que a música tenha o potencial de se tornar um hit que depois será tocado pelo DJ nas pistas e festivais.

O produtor é quem vai reger a produção como um todo, fazendo a construção e condução de todos os aspectos musicais.

O produtor também pode trabalhar temas produzidos por outros produtores, aprimorando a criação e construção musical através de equipamentos, softwares e instrumentos.

Além disso, um bom profissional na área de produção pode ser chamado para outras funções como compor trilhas sonoras de filmes, teatros, jogos, vinhetas e jingles publicitários. Ou seja, a produção é um ramo bem mais abrangente dentro do mercado da música como um todo.

Geralmente o produtor trabalha em estúdio e geralmente a atividade de produção exige mais tempo, estudo e dedicação do profissional. Se você quer aprender a produzir suas próprias músicas, você pode dar uma conferida no curso de produção de música eletrônica da Academia do DJ clicando nesse link.

O curso foi totalmente planejado para quem está começando agora nessa área, então mesmo se você não tem nenhuma noção sobre teoria musical, equipamentos, softwares, etc. Não se preocupe, dentro desse curso você vai aprender tudo o que é necessário para produzir sua música do começo ao fim com a qualidade que o mercado exige.

  • DJ

O trabalho do DJ é voltado para mixagens de uma sequência de tracks e para as performances ao vivo. O DJ também pode ser considerado um músico, pois na sua área de atuação, conhecimento musical e feeling também são habilidades que fazem o DJ se diferenciar de um “mero passador de músicas”.

O DJ tem como seus principais equipamentos de trabalhos o mixer e CDJ (que pode ser substituído pelo toca-discos), ou sua controladora de DJ. O DJ pode ser a atração principal ou pode estar ao lado de uma banda ou cantor.

O DJ deve possuir as habilidades de administrar um repertório, ministrar as músicas e comandar, ler, dirigir, interpretar, manipular o comportamento do público do evento e animar a pista de dança.

Se você quer se tornar DJ e ficou assustado com essas habilidades, não se preocupe, todas elas podem ser aprendidas e desenvolvidas durante o seu curso de DJ e através de práticas e algumas técnicas.

O DJ pode incluir os seus próprios remix, reedits e mashups nos seus sets. Mas para fazer isso, ele precisa de certo conhecimento de produção. Não quer dizer que ele tem que saber tudo o que um produtor sabe, mas terá que passar algumas horinhas em estúdio para deixar essas tracks “com a sua cara”.

O DJ não apenas entende da técnica, ele consegue atingir a pista com música nova e desconhecida. Ele gosta de compartilhar as novidades que encontra com as pessoas.

Ele seleciona músicas e com elas cria uma performance improvisada de acordo com o lugar, o tempo e as pessoas usando o famoso “feeling” da pista.

Em uma festa ou em uma balada, o DJ não apenas mixa as músicas, ele cria uma atmosfera, fazendo com que surjam sentimentos e respostas com relação ao público.

Basicamente o DJ é um artista que é contratado para atuar ao vivo em um local, onde deve fazer a seleção das músicas e mixa-las de maneira a tornar atrativo para o publico que está curtindo a noite.

DJ e Produtor

Entre as várias particularidades, os tipos de percepções sensoriais e a maneira de utilizá-la pelos DJs e pelos produtores em relação à música e o público, são completamente diferentes.

É claro que algumas habilidades são as mesmas ou são muito próximas, e que uma atividade pode complementar a outra, mas não necessariamente para você fazer um você precisa fazer o outro.

Para se manter no mercado, muitos DJs estão se tornado produtores e muitos produtores estão se tornando DJs. Porém, poucos conseguem ser realmente bons nas duas atividades.

Se você deseja atuar nas duas funções é preciso estudar mais, se dedicar mais, se direcionar melhor, se especializar na função e fazer todos os cursos e aprendizados que ambos os profissionais fazem.

DJ precisa ser um produtor também?

Com o crescimento no número de DJs, surge a necessidade de ampliar a qualidade do trabalho desses profissionais. As tecnologias estão cada vez mais avançadas, facilitando a pratica das atividades.

Claro que só porque você domina as técnicas de discotecagem não quer dizer que você seja um bom profissional. Aí surge a dúvida se um DJ precisa também ser um produtor.

E o que acontece é que muitos resolvem se arriscar em outra carreira paralela e acabam não fazendo bem nenhuma das duas funções. Só porque você aprendeu a produzir uma música para ser chamado de produtor, não quer dizer que ela seja de qualidade.

Mesmo ocorrendo diferença entre DJ e Produtor de Música eletrônica, esse campo abre espaço para diversos tipos de profissionais.

Na realidade, o que realmente importa é a qualidade do que o profissional faz, independente se ele exerce as duas funções ou não. Por isso, o DJ que pensa dessa maneira vai se destacar mesmo não sendo um produtor.

É natural que o publico exigente tenha preferencia por um DJ produtor, mas não por causa do título e sim porque ele traz um som novo para o ouvido.

Podemos ver que há diferença entre DJ e Produtor de Música eletrônica. Independentemente se o profissional realiza as duas funções ou apenas uma, as duas áreas devem sempre se complementar e andar juntas. Para que cada vez tenhamos mais produções boas e mais festas animadas.

Sobre o [DJ] Everton Rezende

DJ e "aspira a produtor de música eletrônica", criador da Academia do DJ e do podcast "By Night".Louco por agitar a pista e ver aquele momento em que todos estão cantando e pulando junto com você. Curto muito compartilhar meu conhecimento e minhas experiências com outras pessoas e por isso esse blog existe. "Don't Stop The Party!"

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *